Open Banking
Open Banking
admin
21/01/2021

Open Banking na prática

O Open Banking é uma iniciativa com amplo potencial de impacto, pois viabiliza o compartilhamento de dados e serviços entre instituições participantes. A partir da fase 2, sempre há o consentimento (a sua autorização) para que esse processo ocorra com sua total ciência e conhecimento de quais dados serão compartilhados. Esse tráfego pode ser tanto de todas as informações disponíveis no Open Banking como de partes específicas. Em outras palavras, o cliente gerencia como, o que, quando e com quem serão compartilhados seus dados, com total transparência.

Em fases iniciais (saiba mais sobre todas as fases aqui), dados de cartões de crédito, por exemplo, poderão ser compartilhados da sua instituição de origem até a empresa destinatária escolhida. Já em fases mais avançadas (fase 4), dados de investimentos poderão ser compartilhados.

Existe uma grande preocupação com a experiência do cliente: toda a estrutura é pensada para que as informações possam ser compartilhadas em poucos cliques, ou seja, com muita facilidade, em um processo intuitivo e, ao mesmo tempo, seguro e padronizado.

Espera-se que com o Open Banking novos modelos de negócio surjam no mercado, com cada vez mais empresas atuantes para servir os usuários e que tragam melhores serviços, mais customizados e mais aderentes às suas necessidades.

Confira o vídeo do Banco Central que explica como a iniciativa funciona na prática. 

© 2021 - Todos os Direitos Reservados - Estrutura Inicial do Open Banking